Blog do Patrimônio


SOBRE A ALMA DA CIDADE

 

Para embalar esta penúltima sexta-feira de maio, um poema de Bandeira Tribuzi escolhido do seu Romanceiro da Cidade de São Luís:

PEDRA DE ALMA

De pedras e azulejos,
mirantes e becos,
sobrados e torres
faz-se uma cidade:
ainda mais de alma.

Lucros e interesses,
negócios, comércios,
embarques e rendas
fazem a cidade.
Sobretudo a alma.


Glórias e infortúnios,
vitórias e dor,
aleluia e réquiem
narram a cidade.
Mas, e sua alma?

Pedras tombarão,
torres e mirante,
glórias e desgraças
morrem com a cidade
se o destino a faz
um lugar e nada.
Restará no tempo
a pedra de sua alma.

[Foto: Rua da Estrela, acervo do Patrimoniodahumanidade.com]



Escrito por Equipe Patrimônio às 16h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  Patrimoniodahumanidade.com
  Zeca Baleiro
  Flávia Bittencourt
  Rita Ribeiro
Votação
  Dê uma nota para meu blog